Topo
pesquisar

Criatividade

Artes

O que é criatividade, o ato de criar, o que a criatividade proporciona, o que a atividade criativa exige,...

“...o homem pode utilizar criativamente suas forças e até certo ponto transcender de suas limitações somente quando com humildade e franqueza admite estas limitações.”

Rollo May

“Criatividade é a atuação positiva em direção ao novo.” É a mola propulsora das descobertas, das mudanças, das obras-primas, que “falam a todos os olhos na escultura ou a todas as mentes na literatura, a todas as memórias na pintura, a todos os corações na música. E os momentos criativos não vêm de encomenda...O trabalho é uma luta cansativa...”

O ato de criar é o ato de maior efeito integrador da pessoa. ele abre oportunidades para novas experiências e muda a percepção da realidade.

Quem desenvolve sua criatividade encontra subsídios para uma renovação, investindo nela sua inteligência, sua vontade e suas energias para dar uma nova solução aos problemas.

São os criadores que mudam o mundo, a sua pulsão interior os empurra para novas conquistas. É uma afirmação do seu valor.

Esforços criativos nos ajudam a aprender a interagir e ir ao encontro de nossos vínculos.

Esta forma de entendimento do processo criador deve levar a um novo método de aprendizado.

Alguma coisa já tem sido introduzida no ensino experimental. O uso da alfabetização emocional, ou seja, o treinamento das habilidades básicas que ajudarão os alunos a lidar, a entender e a expressar melhor os sentimentos e a controlar e conduzir as emoções de uma forma positiva, contribui também para que desenvolva sua capacidade criadora.

Produzir, inventar, imaginar são tarefas cansativas e, ao mesmo tempo, amadas. A criação traz em si um contentamento e um alargamento de horizontes incomparável. Quem cria, muda.

Os inventores produzem o inesperado, as mutações, o novo; criam saídas; desenvolvem caminhos; abrem atalhos; encontram soluções.

A atividade criativa requer coragem, sendo a libertação dos elos do passado, sem temer um relacionamento com eles e um aceno em direção ao futuro, com desenvolvimento de novos conceitos, que deixam o indivíduo mais independente e consciente.

“Criar, tanto na arte como nos negócios, é criar-se a si mesmo, isto é, desenvolver as próprias aptidões, tornar-se mais livre e responsável; esses são dois aspectos do mesmo processo. Todo ato de genuína criatividade marca a chegada a um plano mais elevado e de autoconsciência e liberdade pessoal.”

Qualquer pessoa pode ter a coragem de dizer: sei criar, posso criar, assim encontrando um novo modo de resolver seus problemas, até os mais simples. Às vezes, qualquer coisa que mude na sua rotina ou crie uma outra forma de interpretar os acontecimentos pode lhe trazer grandes benefícios.

A atividade criativa exige coragem, rompendo com a velha ordem para que nasça a nova.

Nem todos podem ser um Leonardo da Vinci, mas podem mudar, criando para si uma vida melhor.

“O conhecimento criativo é a forma mais perfeita de conhecimento. Ao criar eu sou também a própria criação.”


Publicado por: Solange da Cruz Battirola

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola